ARTE: Mulheres Espetáculares

O Espaço de Arte Francis Bacon, da Ordem Rosacruz – AMORC, reabre no mês de março e expõe na sua primeira mostra do ano, Mulheres Espetáculares , o universo feminino por meio de fotografias, obras em acrílica e a óleo que revelam em cores o sentimento de grandes artistas que aproveitam o dia internacional da mulher para mostrar vários estilos diferentes de trabalhos dentro de uma mesma temática.
Sob a curadoria da coordenadora do espaço, Marcela Lobo, a exposição coletiva conta com obras das artistas Lucélia D`Roquett, Tânia Leale e da fotógrafa Cida Demarchi. Passeando pela arte figurativa contemporânea ao surrealismo, cada obra desta mostra simboliza de forma singular um universo muito peculiar. Sensibilidade, garra, força e sensualidade estarão representadas em cada traço, cada pincelada, cada rosto refletido nas obras, onde cada artista expressa à sua maneira a alma da mulher.
Por isso o tema Mulheres Espetaculares, de acordo com Marcela Lobo é uma homenagem para todas as artistas que retratam a mulher em seus trabalhos. “Esta iniciativa surgiu por ser uma data comemorada mundialmente, onde existe a busca pela igualdade, melhores condições de vida e o empoderamento da mulher na sociedade. Esta exposição expressa em suas obras a força da mulher guerreira e ao mesmo tempo feminina”, explica Marcela.
Mulheres Espetaculares é uma mostra que retrata todas as mulheres que diariamente batalham, trabalham e se dedicam a tudo e a todos com muito esmero. O visitante desta exposição encontrará diferentes expressões femininas coloridas diante de si que certamente o levará a uma reflexão para um mundo feminino contemporâneo, clássico e atual.


Serviço
Exposição Mulheres Espetáculares.
Data: até 13/04/2018
Horário: de segunda a sexta-feira das 13h30 às 17h
Local: Espaço de Arte Francis Bacon – Ordem Rosacruz (Rua Nicarágua, 2620 – Bacacheri)
Entrada Franca

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.