Novas exposições

Hoje, 13, os Museus da Gravura e da Fotografia, instaladas no Solar do Barão, apresentam as exposições que traçam panoramas de várias áreas das artes plásticas. As salas do Museu da Gravura abrigam as mostras Coleção de Andreia Las – Trocas, Conexões, Existente e Bases temporárias para instituições experimentais. No Museu da Fotografia, podem ser apreciadas Outras esferas, o lugar de cada um e Projeção.
A gravadora paranaense Andreia Las mostra parte de seu acervo particular com a coleção Trocas. Sob uma lente afetiva, Andreia reúne obras de diversas artistas, revelando mais de 20 anos de história das Artes Visuais em Curitiba. A exposição foi especialmente preparada para a 12ª Semana Nacional de Museus, que acontece no próximo mês de maio, com o tema Museus: as coleções criam conexões.
Sob o título de Conexões, estão reunidos trabalhos de artistas que contribuíram na formação de várias gerações de outros artistas em Curitiba, destacando-se por suas realizações na área de gravura. As obras pertencem ao acervo do Museu da Gravura Cidade de Curitiba.
Em Existente, o cartunista Marco Jacobsen, chargista do jornal Folha de Londrina e da revista Sexy, reúne trabalhos inéditos e desenhos publicados em diversos veículos impressos, em técnicas como aquarela, nanquim, Photoshop e litogravura. Destilando um fino humor, o desenhista utiliza o cartum para elaborar crônicas sobre o comportamento humano, com uma leitura crítica e contundente de temas como sustentabilidade e literatura, além de explorar a sensualidade e os relacionamentos entre homens e mulheres, o sexo e a própria existência, que nomeia a exposição.

Obra do cartunista Marco Jacobsen

Uma experiência diferente está reservada aos visitantes da mostra Bases temporárias para instituições experimentais. Os trabalhos serão produzidos aos poucos, ao longo de dois meses, sendo que público e artistas participam juntos na construção de um acervo simbólico e documental, colocando em discussão o espaço institucional de arte.
Contemplado na décima edição do Programa Rede Nacional Funarte de Artes Visuais, o projeto prevê oficinas, vivências, conversas, cursos, biblioteca e grupo de estudos, numa programação que não acontece sem a participação ativa do público. “Essas ações não são meros recursos didáticos ou complementares, mas sim eixos construtores de um projeto institucional para outros futuros projetos”, explica Marcos Frankowicz, coordenador e um dos idealizadores do evento.
Na relação de artistas, que abordam temas diversificados, estão Felipe Prando, Monica Nador, Jorge Menna Barreto, Pierre Lapalu, Margit Leisner, Milla Jung, Cayo Honorato, Raquel Garbelotti e Lidia Sanae Ueta. Todo o material resultante das atividades será registrado em vídeo a ser exibido na exposição, contribuindo para o aumento do acervo.
Na abertura, Bases temporárias para instituições experimentais contará com os trabalhos resultantes da oficina de estêncil ministrada no fim de fevereiro, no Solar do Barão, pela pintora, desenhista e gravadora paulista Mônica Nador. A artista é criadora do Jardim Miriam Arte Clube, uma associação sem fins lucrativos, formada por artistas e moradores do bairro Jardim Miriam, em São Paulo. O espaço e sua atuação com a autoria coletiva servem de referência para o projeto.

Mônica Nador

A arte da fotografia
O Museu da Fotografia Cidade de Curitiba é espaço privilegiado para apreciar a técnica e a arte da fotografia, em constante evolução. De 13 de março a 19 de maio, estarão em cartaz duas exposições que reúnem imagens captadas por diversos artistas.
Em Outras esferas, o lugar de cada um, autores formados pela Omicron Escola de Fotografia, sob a curadoria de Osvaldo Santos Lima, exibem trabalhos com ênfase na expressão individual. Na mostra Projeção, fotografias de diferentes profissionais revelam fantasias presentes no imaginário de várias culturas. As obras pertencem ao acervo do Museu da Fotografia Cidade de Curitiba.
Serviço
Data: De 13/03 a 19/05/2014
Horário: de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13 às 18h; sábados e domingos, das 12h às 18h.
Local: Museu da Gravura e Fotografia Cidade de Curitiba (Solar do Barão – Rua Carlos Cavalcanti, 533 – Centro).
Entrada franca.
Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.