Novas exposições no Solar do Barão

Hoje, 26, os Museus da Gravura e da Fotografia, instalados no Solar do Barão, expõem obras de 12 artistas, resultado da sexta edição do edital Bolsa Produção para Artes Visuais, do Fundo Municipal da Cultura. As mostras, que permanecem em cartaz até 9 de novembro, revelam a proposta do edital, que é incentivar a experimentação no campo das artes visuais de artistas domiciliados em Curitiba. Na abertura, haverá uma mesa-redonda com André Parente e Leila Kern, interlocutores que acompanharam os projetos, e Ana González, coordenadora do programa do Edital Bolsa Produção.
Nas salas dos museus estarão as mostras individuais O que me escapa, de Lailana Krinski, Objeto, de Hugo Ferreira, Valdecimples: Meio, suporte e expansão, de Valdecimples, Proposta de vestimenta para jornada em reinos íntimos, de Faetusa Tezelli, Faz de conta que são regras, de Cyntia Werner, Sem título, de Samuel Dickow, Fôlego, de Milla Jung, Plas Ayisyen, de Felipe Prando, Daniel Yenken e Carlos Kenji, Dispositivos móveis, de Arthur do Carmo, e Perceber e mapear estados de estar, de Sonia Mayumi Fugimoto.
“O principal objetivo do Edital Bolsa Produção para Artes Visuais é incentivar a produção artística de Curitiba e oferecer ao público efetivos mecanismos de acesso a essas manifestações. Há intenção de reafirmar talentos artísticos e abrir espaço a novas potencialidades, favorecendo seu desenvolvimento e inserção num contexto artístico abrangente, capaz de transbordar para outros estados e culturas”, diz Ana González.

Obra “Faz de conta que são regras”, de Cyntia Werner

Serviço
Exposições do Edital Bolsa Produção para Artes Visuais 6
Data: 26/08/2014
Horário: De terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h
Local: Museu da Gravura Cidade de Curitiba e Museu da Fotografia Cidade de Curitiba – Solar do Barão (R. Carlos Cavalcanti, 533 – Centro)
Entrada franca
Informações: (41) 3321-3269
Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.