Roda de conversas com mulheres

Neste sábado, 07, acontece a roda de conversa Mulher Artista Resiste, evento gratuito promovido pela Bienal de Curitiba que propõe pensar o protagonismo da mulher na História das Artes e em vários campos na sociedade.

O debate aberto estabelecerá um diálogo com o 8M – Dia Internacional da Mulher, data oficializada pela Organização das Nações Unidas na década de 1970, simbolizando a luta histórica das mulheres – que inicialmente remetia à reivindicação por igualdade salarial aos homens, mas, atualmente, simboliza também a luta contra o machismo estrutural, misoginia e a violência de gênero.

A roda de conversa acontecerá no espaço do Design Center, em Curitiba, e marca o encerramento da exposição “Tipografia – Substantivo Feminino” na programação da 14ª Bienal de Curitiba. Esta exposição é um recorte do acervo de cartazes do Projeto Armazém, sob curadoria de Juliana Crispe: um coletivo de vozes femininas que aciona, por meio de distintas falas, territórios carregados de significados, sensações, simbologias, rituais, gritos. Vozes que ressoam territórios habitados por heranças e narrativas, pela natureza e pelos corpos.

Além da presença da curadora, a roda Mulher Artista Resiste recebe diversas artistas convidadas, entre elas Ana González, Andressa Argenta, Beatriz Lima, Eliana Borges, Fernanda Magalhães, Joana Amarante e Priscila dos Anjos, e duas representadas da Bienal de Curitiba, Carolina Loch e Fernanda Maldonado.

Serviço

Roda de conversa “Mulher Artista Resiste

Data: 07/03/2020

Horário: a partir das 15h30

Local: Design Center (Av. do Batel, 1750)

Gratuito

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.