Páscoa no Crossroads

O melhor do rock está no Crossroads neste feriado. Para os curitibanos que vão ficar na cidade durante a Páscoa, uma boa opção é reunir os amigos e curtir a banda paulista The Children of The Beast, considerada o melhor tributo ao Iron Maiden da América Latina, nesta vesperá de feriado. Serão três dias com um passeio pelas diversas vertentes do rock.
Os paulistas do The Children of The Beast são considerados um dos melhores grupos tributos do mundo. Formada em 1993 pelo guitarrista Piotr Wisniewski, a banda apresenta um trabalho extremamente fiel em produção, figurinos, interpretação, performance e principalmente musicalidade. Durante sua história, a banda sofreu algumas mudanças e reformulações em sua formação, mas com a entrada do vocalista Sérgio Faga, em 1999, a banda seguiu um caminho mais profissional. Faga é considerado o Bruce Dickinson brasileiro devido ao timbre muito semelhante ao do vocalista inglês.
Atualmente conta em sua formação com Sergio Faga (Bruce Dickinson), Ricardo Flausino (Steve Harris), Rodrigo Flausino (Dave Murray), Piotr Wisniewski (Adrian Smith), Márcio Nakamura (Janick Gers) e Eric Claros (Nicko McBrain).

Na sexta (14) quem comanda a noite é a Firecracker, um dos principais nomes do pop rock curitibano. A abertura fica por conta da República Pine, que traz seu repertório baseado no indie rock. Para fechar a programação especial, no sábado (15), as bandas Rockstar e Crackerjack dominam o palco do Crossroads para destilar rock dos anos 80, como Whitesnake, Journey, Kansas, entre outras.
Serviço
Data: De 13 a 15/04/2017
Horário: 22h
Local: Crossroads (Av. Iguaçu, 2310 – Água Verde)
Entrada: R$30,00 (masculino) e R$25,00 (feminino). No sábado (15), somente das 21h às 23h, o valor da entrada será revertido em consumação, após este horário permanece o valor da entrada.
Informações: 41 32433711
Censura: 18 anos

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.