Crítica: As Viúvas


Que tal misturar ação e um elenco de peso? Está chegando aos cinemas o filme “As Viúvas” de Steve McQueen (12 anos de escravidão) que apresenta um filme de rouba de uma maneira diferente com um elenco formado por Viola Davis, Liam Neeson, Michelle Rodriguez, Robert Duvall, Elizabeth Debicki, Colin Farrell e Daniel Kaluuya.
A história começa em Chicago com uma equipe de ladrões, liderados por Harry Rawlings (Liam Neeson), morrendo após um roubo que deu errado. Em seguida vemos suas esposas, agora viúvas, tendo que lidar com a perda dos homens e o problema que isso irá causar para elas. O assalto teve como alvo Jamal Manning (Brian Tyree Henry), um criminoso perigoso que se candidata a vereador e que resolve tirar satisfação com Veronica (Viola Davis), esposa de Harry. Jamal cobra o dinheiro roubado e lhe dá um mês para saldar a dívida, mas para que Veronica consiga reaver o dinheiro, ela vai precisar se juntas as outras viúvas formadas por Alice (Elizabeth Debicki), Linda (Michelle Rodriguez) e Belle (Cynthia Erivo). As mulheres então decidem executar o roubo milionário que trará muitos obstáculos e surpresas.


O longa metragem conta com roteiro de Steve McQueen e Gillian Flynn (Garota Exemplar) e eles são os responsáveis por construir uma narrativa que mostra um elenco feminino em um roubo, mas diferente de “Oito Mulheres E Um Segredo”. Existe uma ação no filme, mas o destaque maior se dá na construção das relações das personagens, onde o roubo acaba sendo uma trama secundária. A escritora Gillian Flynn traz com sua experiência ao criar personagens femininas tridimensionais, isso somado a forma de controle de McQueen faz com que os personagens centrais sejam bem explorados e que tenham diálogos interessantes. Acredito que o maior destaque do filme seja mostrar mulheres que possuem seus problemas, mas que precisam juntar forças para seguir em frente.
Mas “As Viúvas” não deixa de ser um filme de ação e a direção de cena é a responsável por este ritmo. As cenas que exigem mais movimento, McQueen traz a câmera para dentro da ação como o interior dos carros, mas para os momentos de maior tensão, o diretor investe em planos longos.
Um dos maiores destaques do filme é o elenco escolhido. O maior destaque, entre as protagonistas, é Viola Davis no qual seu papel é quem comanda toda a ação. Mas Elizabeth Debicki e Michelle Rodriguez também estão excelentes, apesarem de terem menos espaço para mostrar. No elenco masculino o destaque fica para Daniel Kaluuya que dá vida a Jatemme e se contra o antagonista e o controlador da situação.


As Viúvas” é mais do que um filme de ação, ele traz à tona alguns temas que precisam ser discutidos como violência feminina, racismo e corrupção, mas para isso eles tem o apoio de um elenco escolhido a dedo.
Assista o trailer:

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.