Crítica: Tudo Por Um Pop Star


Quem já foi fã de alguém na adolescência vai se identificar demais com Manu, Gabi e Ritinha. Se você não sabe quem são elas é porque nunca leu Thalita Rebouças. O livro “Tudo por um Pop Star”, foi publicado em 2003 e tornou um best-seller, e agora ganha uma versão cinematográfica. É isso mesmo o trio saiu dos livros e agora vai conquistar os cinemas e mostrar as loucuras que os fãs podem fazer pelos seus ídolos.
Na trama acompanhamos três jovens amigas – Manuela (Klara Castanho), Gabriela (Maisa Silva) e Ritinha (Mel Maia) – que ficam enlouquecidas por saber que sua banda internacional favorita, os Slava Body Disco Disco Boys, irão se apresentar no Brasil. Mas como na adolescência nada parece fácil a boy band irá se apresentar apenas no Rio de Janeiro e as meninas precisam convencer seus pais a deixar que elas viagem para curtir o show. Com a ajuda de Babete (Giovanna Lancellotti), a prima avoada e mais velha de Manu, as meninas conseguem conquistar os pais e Babete fica com a responsabilidade de cuidar das meninas em pleno RJ. Mas, depois de todo o esforço, elas têm a sua primeira decepção os ingressos estão esgotados e a única chance das meninas é participar de uma promoção feita pelo youtuber Billy Bold (Felipe Neto). Mesmo com tantas dificuldades, as garotas não vão descansar até conseguir o que eles querem: ficar pertinho dos seus ídolos.


O cineasta Bruno Garotti (Eu Fico Loko) contou com a ajuda da escritora e roterista Thalita Rebouças para tirar a aventura de Manu, Gabi e Ritinha do papel. O filme é inocente e engraçadinho e traz identificação imediata com o público alvo formado por meninas pré-adolescentes.
Apostando em personagens caricatos e em situações engraçadas e ingênuas, o Tudo por um Pop Star é também um filme nostálgico que faz com que o público adulto relembre a pureza das crianças e dos adolescentes e as situações mais constrangedoras que, somente, quem já foi fã já passou. Além deste amor incondicional, outro ponto que faz com que o público mais velho relembre uma das fases da vida mais legais da vida e a forma exagerada que os adolescentes vêem o mundo.


Se você já foi fã de alguém com certeza já esperou seu ídolo no hotel, ficou horas na fila, pensou em como invadir o local, mas as meninas vão além e arriscam a própria segurança só para conhecer o ídolo. Mas , mais do que uma história sobre ídolo e fã, o filme busca fortalecer a amizade entre Gabi, Manu e Ritinha – algo muito presente na adolescência de todo mundo. Cada personagem tem uma personalidade distinta, mas, no final das contas,o que importa é o sentimento de amor que uma tem pela outra.
Tudo por um Pop Star possui um elenco reduzido e o maior foco esta na atuação das três protagonistas. As atrizes já conhecidas do grande público são Maisa Silva, que vive Gabriela que está sempre otimista, Klara Castanho, intérprete de Manuela,que é mais determinada e Mel Maia, que vive a Ritinha, que sofre com a perda da mãe e é a mais metrosa do trio. As atrizes se encontraram, cada uma da sua forma nos personagens, mas são quando atuam juntas que elas brilham mais e mostram que elas possuem química e parecem amigas de infância de verdade;


Outros destaques ficam com Giovanna Lancellotti, a Babete avoada, E Felipe Neto que apesar de um personagem bem caricato conta com uma atuação bem atual. Os dois atores são o maior respiro cômico do filme.
O longa metragem não é aquele mega filme, mas é uma opção para quem quer dar risada no cinema de forma despretensiosa. Sua intenção é alcançada e terá apelo para os adolescentes e também para quem quer voltar um pouco no tempo e relembrar aquela época boa que ficou para trás.
Assista o trailer:

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.