Documentário “Petroleum é nosso”

Hoje, 11, a DUM Cervejaria confirmou a a exibição do corte final do documentário “Petroleum é nosso: a ebulição da cerveja artesanal no Brasil”, no auditório Poty Lazarotto do MON. O filme será exibido para o público presente no Festival da Cultura Cervejeira Artesanal, com entrada franca para os demais interessados.
Petroleum é nosso: a ebulição da cerveja artesanal no Brasil” é um documentário de longa-metragem que mostra a comunidade de cervejeiros brasileiros e o renascimento do mercado de cervejas especiais no Brasil. O fio condutor do filme é a história da Petroleum, uma cerveja que nasceu no quintal de uma casa em Curitiba, fruto do trabalho de quatro cervejeiros caseiros e ganhou fama nos festivais nacionais e internacionais, sendo hoje produzida em duas fábricas – na Gauden em Curitiba e na Wäls em Belo Horizonte.
Usando depoimentos de cervejeiros e material de arquivos de diversas fontes – cobertura de festivais, reportagens de TV, brassagens entre amigos, vídeos de degustação – o filme retrata a redescoberta do processo artesanal por uma geração de cervejeiros que buscava a autossuficiência e, agora, graças ao aquecimento do mercado, desenvolve suas receitas para serem produzidas em escala comercial em micro cervejarias espalhadas pelo país.
De outro lado, o filme também mostra como as grandes cervejarias foram valorizando o mercado de cervejas artesanais, adotando estratégias para melhor se posicionar diante dele. Durante o filme, vemos como foi a trajetória de algumas personalidades importantes da cerveja artesanal no Brasil diante desse crescimento no consumo e no interesse pelo mercado de cervejas especiais.

Serviço
“Petroleum é nosso: a ebulição da cerveja artesanal no Brasil”
Data: 11/08/2017
Horário: A partir das 19h
Local: Auditório Poty Lazarotto do MON (Rua Mal. Hermes, 999 – Centro Cívico)
Entrada franca

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.