Balé Teatro Guaíra dança Winkler, Wachter e Safari

Escrito por Sheila Irene Gorski

(Crédito: Cayo Vieira)

Tudo começa com uma parceria, há um ano atrás, entre o Balé Teatro Guaíra e três coreógrafos alemães: Christoph Winkler, Katja Wachter e Roberto Scafati. O resultado é uma temporada internacional do espetáculo: Balé Teatro Guaíra dança Winkler, Wachter e Safari, que tem estreia em Curitiba. Com somente duas apresentações, nos dias 7 e 8 de novembro às 20h30, no Guairão.
O trabalho de balé moderno apresenta como primeira coreografia “I Share” que de maneira teatral, leve e até bem humorada, faz reflexões e críticas a cenas do cotidiano de nossa época dentro da virtualidade. Os compartilhamentos, “tweets”, “likes”, que leva a uma espécie de transe e busca incansável. A coreografia de Katja Wachter mistura falas aos movimentos, tornando-a de fácil entendimento ao público, levando-o a uma reflexão e apreciação.
Como segunda coreografia, o alemão Christoph Winkler, pesa mais no passo, com movimentos precisos e densos, para em “Lost my choreogrpher on the way to the dressing room” revelar a relação entre dançarinos e coreógrafos em processo de pesquisa conjunta. Apresenta que um corpo de baile pulsa de maneira uníssona apesar de problemas, como em todas relações humanas.
Scafari abre o segundo ato do espetáculo com a coreografia “Charme” alegra o público com a leveza das interações e tentativas de conquistas que o charme pode provocar, ou não. Com pas de deux que vão e tornando um corpo de baile, revale as atrações das relações humanas.
Em Balé Teatro Guaíra dança Winkler, Wachter e Safari, as reflexões sobre a sociedade, nossas interações, reais, virtuais e simbólicas, são reveladas a partir de coreografias ricas, belas em movimento, fazendo o publico, não só curitibano, mas mundial, se alegrar com a parceria do BTG e Alemanha. Parabéns ao Balé teatro Guaíra dançando coreógrafos alemães.

Colaborador
Colaborador