TEATRO: Guerra, Formigas e Palhaços


O Grupo Estação de Teatro celebra uma década de história com apresentações gratuitas nas cidades de Curitiba, Londrina e Maringá. Com texto de César Ferrario e direção de Rogério Ferraz, a peça “Guerra, Formigas e Palhaços” conta a história de dois militares, últimos remanescentes de um batalhão de combate, que se encontram perdidos em uma guerra. Ao tenente e ao soldado cabe agora a tarefa de defenderem o pequeno território ainda não tomado pelas forças inimigas. Os dois sabem que a única forma de saírem vivos da situação é a possível chegada de reforços. Porém, quando todas as saídas parecem se fechar, um fato inusitado acontece: o batalhão de dois homens finalmente se depara, estupefato, diante daquele que pode carregar o último fio de esperança, mesmo que vestido com roupas extravagantes, sapatos grandes e nariz de bola encarnado.
Além da apresentação do espetáculo, o grupo realizará o workshop “Por Trás da Cena”, bem como intercâmbios e bate papo ao final das apresentações.
Ano em que o grupo completa uma década, a circulação pelo Paraná será uma celebração por essa história. “Será um momento muito especial para o grupo, poder chegar pela primeira vez nessas três importantes cidades com o nosso primeiro espetáculo adulto, será a melhor forma de começar nosso ano de comemoração pelos 10 anos de resistência”, conta o diretor e ator Rogério Ferraz.
Serviço
Curitiba
Data: 16 e 17/03/2019
Horário: Sábado, 20h e domingo,19h
Local: Guairinha – Auditório Salvador de Ferrante (Rua XV de Novembro, 971, Centro)
Entrada Gratuita

Maringá
Data 20 e 21/03/2019
Horário: 20h30
Local: Teatro Calil Haddad (Av. Dr. Luiz Teixeira Mendes, 2500)
Entrada gratuita

Londrina
Data: 23 e 24/03/2019
Horário: Sábado, 20h e domingo, 19h
Local: Teatro Mãe de Deus (Av. Rio de Janeiro, 670, Centro)
Entrada gratuita

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.