Novos pratos


O restaurante Armazém Santo Antônio retoma seu atendimento ao público a partir deste final de semana e com novidades. A casa funcionará com horário reduzido, somente de quinta-feira a domingo, adotando todas as medidas de prevenção à Covid-19. “Toda a equipe está preparada para voltar a receber as pessoas com muito cuidado e a atenção de sempre”, conta o chef Giuliano.

Além disso, o chef Giuliano Hahn apresenta estreias no cardápio, que vão de pratos principais até sobremesas.

O chef havia previsto para março o lançamento do novo cardápio. Com a pandemia, os planos foram adiados, mas agora a casa reabre com novidades. “Mantivemos o caminho de uma comida que mistura o gostinho da comida caseira com doses de inovação e dos clássicos”.

Entre os novos pratos, estão criações como: Confit de canard ao molho de amoras, com batata gratin trufada (R$ 90), Camarões rosa grande grelhados, acompanhados por linguini de açafrão, tomate concassé e limão siciliano (R$ 94,50) e o Bacalhau ao molho de espinafre, com lascas do nobre peixe, cebola, batatas ao murro e molho de espinafre (R$ 135, para duas pessoas).

Além de aumentar a linha de pratos com bacalhau – agora são cinco pedidas -, o chef também ampliou o elenco de criações com o corte de carne que é o “queridinho” dos curitibanos. Estão entre as novidades o Mignon com cogumelos, que traz um tournedor grelhado com ragu de cogumelos e purê de batata (R$ 75), e Mignon ao molho de nozes, acompanhado por galete de batata e maça verde (R$ 75). 

Sobremesas e entradas completam as novidades. Além de aproveitar no Armazém, o púbico também pode fazer encomenda por telefone para comer em casa.

Serviço

Local: Armazém Santo Antônio (Rua Solimões, 344 – São Francisco)

Horário: de quinta-feira a domingo. Jantar: de quinta-feira a sábado das 19h30 às 23h30. Almoço: sábado e domingo, das 11h30 às 15h30

Informações: (41) 3077-5505

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.