Oficina gratuita de contação de histórias

(Crédito: Renato Mangolin)

(Crédito: Renato Mangolin)

No começo do mês de maio, de 05 a 08, haverá a oficina Ateliê de Histórias, ministrada pelo grupo carioca Os Tapetes Contadores de História na CAIXA Cultural Curitiba. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até hoje, 29, pelo e-mail caixacultural08.pr@caixa.gov.br.
A oficina faz parte do projeto Viagem Pelo Mundo Através das Histórias, que conta com uma exposição interativa na galeria da CAIXA Cultural Curitiba, em cartaz até o dia 31 de maio. Intercalando teoria e prática, a proposta dos quatro encontros é se debruçar no tema da arte de contar histórias e seus desdobramentos. Uma segunda edição do mesmo workshop será realizada de 19 a 22 de maio, com inscrições a partir do dia 09 de maio.
Os 25 participantes, conduzidos pelo diretor Warley Goulart, passarão por dinâmicas em torno das práticas narrativas, do diálogo entre narração e animação de formas, além da criação de suportes plásticos como tapetes e, painéis. Com duração de 12 horas divididas em quatro encontros, a oficina é direcionada a profissionais de arte, literatura, educação e leitura, bem como todos os interessados em conhecer e se aprofundar nos princípios e nas possibilidades criativas da arte de contar histórias.
O projeto Viagem Pelo Mundo Através das Histórias realizará ainda mais três ações no decorrer do mês de maio. Do dia 19 ao dia 22, a CAIXA Cultural Curitiba receberá mais uma edição da oficina Ateliê de Histórias. No dia 27, será realizada uma roda de conversa e, dois dias depois, uma roda de histórias com participação do público.
Serviço
Oficina Ateliê de Histórias
Data: De 05 a 08/05/2015
Horário: de terça a sexta-feira, das 17h às 20h
Inscrições gratuitas: até 29 de abril pelo e-mail caixacultural08.pr@caixa.gov.br
Classificação etária: 14 anos

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.