Paranaenses vencem categorias do Prêmio Jabuti

Os escritores paranaenses Dalton Trevisan e Laurentino Gomes venceram o 53º Prêmio Jabuti, o mais antigo literário do Brasil, criado em 1959 pela Câmara Brasileira do Livro. Trevisan ganhou na categoria Contos e Crônicas, com Desgracida. Gomes venceu com sua obra 1822, considerado o melhor livro-reportagem de 2011.  O resultado foi divulgado nesta segunda-feira, 17.

Outro destaque é José Castello, carioca que há 17 anos vive em Curitiba, e venceu a categoria Romance, com o livro Ribamar.

Este é o quarto Jabuti da carreira de Trevisan, que atualmente é considerado o maior contista vivo do Brasil. Sua obra começou em 1959 com Novelas nada exemplares, marcando seu nome no cenário de literatura nacional.

Autor do livro 1808, sobre a fuga da família real portuguesa para o Brasil, o escritor Laurentino Gomes ganhou, com 1822, seu segundo Prêmio Jabuti. Natural de Maringá, é formado em jornalismo pela Universidade Federal do Paraná.

O Jabuti apresenta algumas alterações neste ano, com oito novas categorias, totalizando 29. Nesta edição, cada categoria teve apenas um vencedor – antes, as três publicações mais bem votadas eram premiadas. A última etapa acontece em 30 de novembro para eleição do melhor do ano.

Danielle Mei
Danielle Mei
Danielle é formada em Jornalismo e mestre em Comunicação. A alemã que ensina inglês gosta mesmo é de ler e ouvir música boa, mas quando precisa escreve sobre diversos estilos culturais.