1º Carnaval de Jazz do Brasil

Que tal um Carnaval diferente? A capital paranaense se consolidou como uma ótima opção para foliões que buscam atrações diferenciadas, que servem como alternativas à folia tradicional. Vem aí o 1º Carnaval de Jazz do Brasil: o CarnaJazz.

Idealizado pela rede Porks – Porco & Chope, o CarnaJazz será realizado entre os dias 21 e 26 de fevereiro, na unidade localizada bem na frente do Museu Oscar Niemayer (MON). O evento inédito contará com atrações do cenário local. Entre as atrações musicais confirmadas estão nomes como Ricardo Maranhão Trio, Anne Glober, Carine Luup, Estação Jazzera, Jazz Pop e Helena Quarteto.

O CarnaJazz surgiu para suprir um espaço até então sem representatividade durante o Carnaval. Como trabalhamos há anos com o estilo, muitos clientes nos pediam uma programação especial para o período mais festivo do ano, foi assim que nasceu a ideia. O Porks – Museu do Olho oferece uma das vistas mais lindas de Curitiba, e nada melhor do que reunir os amigos para tomar um chope geladinho, apreciar a paisagem e curtir música de qualidade”, comenta José Araújo Netto, fundador da rede.

Além da programação musical, o CarnaJazz contará com muita comida e chope artesanal. No cardápio da casa, dezenas de opções à base de porco, com preços acessíveis entre R$ 10 e R$ 15. Entre os destaques do menu estão o Porks Bacon Burger, preparado com burger de costelinha de porco, creme de cheddar e tiras de bacon crocante; e a Costelinha BBQ, campeã de vendas do empreendimento, preparada com costelinhas de porco ao molho BBQ com cerveja defumada. Para harmonizar, o bar conta com uma ampla carta de chopes artesanais com valores a partir de R$ 8.

Serviço

CarnaJazz

Data: 21 e 26/02/2020

Horário: a partir das 17h

Local: Porks – Museu do Olho (Rua Mal. Hermes, 1092)

Entrada gratuita

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.