Bate-papo sobre cena rock underground nacional

“A cena rock underground deu para a música brasileira das últimas três décadas sua melhor produção, mas o que será do futuro da cena independente?”. Partindo dessa afirmação provocativa, experientes agitadores culturais realizam um bate-papo em que analisam o que ocorreu na cena underground nacional desde os anos 90, com ênfase na manutenção de acervos, que dão origem a livros, pesquisas e documentários que têm surgido ultimamente sobre o assunto.
Pedro de Luna, Marcio Tadeu Araújo Gouvea, Digão Duarte e Manoel Neto falarão sobre suas vivências, experiências, pontos de vistas e outras tantas questões, focando na importância dos acervos e pesquisas no rock underground nacional. O debate terá como mediador o jornalista Abonico Smith. O encontro será realizado no Musin – Museu do Som neste domingo, 19, com entrada franca. Livros dos autores estarão à venda no local, com preços variando de R$ 20 a R$ 50.
Sobre os debatedores
Pedro de Luna é jornalista, quadrinhista e produtor cultural. Editou fanzines, esteve à frente do movimento Arariboia Rock, que realizou dezenas de shows de festivais que agitaram a cena musical de Niteroi (RJ) e publicou quatro livros, sendo dois relacionados a artistas musicais de sua cidade.
Marcio Tadeu Araújo Gouvea fez parte de algumas das primeiras bandas do gênero psychobilly em Curitiba, tais como Os Cervejas e Os Escroques. No ano passado lançou seus relatos sobre esta cena musical no livro “Terapia Com Sequela – Rock Maldito: O Psychobilly Visto Por Dentro”.
Digão Duarte editou fanzines a partir de 1995, e presenciou a migração deste tipo de publicação para a internet anos depois. É jornalista e fotografo, com passagens e colaborações em diversos veículos de mídia locais e nacionais.
Manoel Neto promoveu diversos shows, festivais, publicações e gravações de CDs entre o final dos anos 90 e início do século XXI. Pesquisador, escritor e agitador cultural, é editor do Observatório da Cultura e diretor do Musin – Museu do Som Independente. Organizou o livro “A [Des]Construção da Música na Cultura”. Paranaense, publicado em 2004, com 80 artigos de 39 autores sobre os mais diversos aspectos da música no estado do Paraná.
Abonico Smith é jornalista que atua no cenário de Curitiba desde o início dos anos 90. Entre seus trabalhos daquela época, fundou e editou o Caderno Fun, com amplo espaço para divulgação da cena local. Há mais de 10 anos edita o site Mondo Bacana, sobre cultura pop, em especial música e cinema.

O escritor Manoel Neto também irá falar sobre a cena do rock

Serviço
Bate-papo “Cena Rock Underground Nacional – Memórias, pesquisas e acervos”
Data: 19/02/2017
Horário: 17h30
Local: Musin – Museu do Som Independente (Rua Luiz Xavier, 68, Centro – Edifício Tijucas, conj. 1618)
Entrada franca

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.