Edu Falaschi

(Crédito: Lening Abdala)

Edu Falaschi veio a Curitiba, neste domingo, 19 de maio, com o show Temple of Shadows In Concert para celebrar da melhor forma possível os 15 anos do lançamento do CD da sua áurea época do Angra e o renascimento de sua carreira. A apresentação foi na Ópera de Arame e assim como ocorreu no show da gravação do DVD, em São Paulo, Edu contou com uma orquestra sinfônica completa, que na capital paranaense ficou a cargo da Sephera Rock Orchestra, com a regência de Alexey Kurkdjan.
Por volta das 19 horas os portões da Ópera de Arame se abriram e o público foi recebido pela banda Iluminata e seus sons medievais. Não demorou muito para que a ANIE começasse o show de abertura. A banda é formada por Fernando Quesada (voz e violão) e Junior Carelli (voz e piano), que já passaram por grandes nomes do metal nacional, como Shaaman e Nocturnal. O duo trouxe algumas músicas próprias e sucessos do metal em uma versão mais “balada”. O show foi relativamente curto, mas animou os espectadores, como no cover de Bruce Dickinson “Tears of the dragon”.
O bom público que estava presente na Ópera de Arame ficou com os ânimos ainda mais aguçados quando a Sephera Rock Orchestra tomou os assentos. Era o momento de fazer história em Curitiba e Edu Falaschi adentra ao palco com a poderosa “Spread yourfire”. Já dava para notar que seria uma noite diferente. “Angels e Demons” e “WaitingSilence” vieram na seqüência e mostrava que a química entre banda e orquestra estava perfeita. A banda por sinal é extremamente competente e qualificada. Hoje Edu Falaschi conta com seus amigos da época de Angra, Aquiles Priester (Bateria) e Fábio Laguna (Teclados), e os excelentes Diogo Mafra (Guitarra), Roberto Barros (Guitarra) e Raphael Dafras (Baixo).
Antes da balada “WhishingWell”, Edu Falaschi cumprimentou os presentes dizendo que Curitiba era uma das poucas cidades que o show contava com uma orquestra completa e o quanto era importante esse show tanto para ele como para os fãs. Além de tudo, o show foi em um teatro com uma atmosfera diferente dos shows de metal usualmente.
Adiante, a banda toca “Temple of Hate” e a épica “The Shadow Hunter”. Edu repetiu, então, um fato que aconteceu em todos os shows desta turnê e chama ao palco os vencedores do concurso que daria a oportunidade a novos talentos cantarem ao seu lado as músicas “No pain for thedead” e “Winds of destination”. Com “Late Redemption” Edu terminava a parte do show que tocava na íntegra o sensacional “Temple of Shadows”, porém, ainda não era tudo.
Foi à hora de Roberto Barros, um dos maiores guitarristas da cena atual do metal no mundo, apresentar “The Four Seasons” um cover de Antonio Vivaldi digno de sua magnitude. Mas nem só de músicas antigas o show foi feito, Edu Falaschi apresentou a inédita “Streets of Florence” junto a banda medieval Iluminata . Bom dizer que antes dessa música, Edu “presenteou”, como ele mesmo disse, os fãs de Curitiba com uma versão breve e acústica de “PegasusFantasy”, canção que ele entoou na abertura do clássico anime “Os Cavaleiros do Zodíaco”.
O ponto mais emocionante da noite foi durante a apresentação da banda. Edu apresenta todos e Aquiles Priester toma o microfone para dizer o quanto essa apresentação é importante, assim como a cidade de Curitiba para todos eles. Além do fato notável por todos na apresentação de que Edu Falaschi tinha “voltado”. O baterista reiterou todo o processo que o cantor teve para voltar a cantar em alto nível. Edu, então, comenta o fato dos seus problemas de saúde, os quais fizeram com que a sua voz ficasse por um bom tempo comprometida e que, segundo o mesmo, fizessem com que seus shows não apresentassem uma qualidade vocal adequada. Mas isso ficou no passado, como Aquiles disse a todos “o Edu voltou” e melhor do que nunca.
Nada melhor que “Rebirth” e “Nova Era” para finalizar essa grande apresentação com o renascimento da carreira de Edu Falaschi. Por muito tempo se ouvia duvidar que não conseguiria superar as adversidades da saúde e voltar a cantar bem. Voltou! Tem ao lado uma das melhores bandas da cena atual do power metal e fãs que estavam ansiosos por esse momento.

Oscar Ariel
Oscar Ariel