Marcio Juliano

A Ave Lola Espaço de Criação recebe esta semana, nos dias 15, 16 e 17 de novembro,  o cantor, ator e diretor Marcio Juliano. Ele está lançando seu novo disco “Outro Samba” que fecha uma trilogia de trabalhos do artista focados no repertório da Época de Ouro, período representado por uma geração de grandes compositores brasileiros entre 1929 e 1945. Um desdobramento da pesquisa realizada pelo cantor no show “No Samba” (2016) e “Noël” (2006), em homenagem ao compositor Noel Rosa, que além de show, também teve registro em disco, o primeiro de Marcio.

O samba e suas múltiplas possibilidades foi o que guiou a escolha das 18 composições distribuídas em 11 faixas que compõem o disco. Outro Samba conta com a participação de muitos artistas da cidade e alguns de fora e ilustres como a cantora Mônica Salmaso, considerada uma das mais importantes do Brasil, em Provei (Noel Rosa e Vadico), e o lendário trombonista Raul de Souza, que gravou Na Aldeia (Silvio Caldas, Caruzinho e De Chocolat). 

Nesta oportunidade de registro convidei músicos que admiro e com quem gosto de trabalhar, tive muita sorte”, declara Marcio.  Estão presentes também no álbum: Mano a Mano Trio (Com que Roupa? – Noel Rosa), a cantora Uyara Torrente da Banda Mais Bonita da Cidade (Judiaria – Lupicínio Rodrigues), o quinteto de percussão La Percutório (Pedreiro Waldemar – Wilson Baptista e Roberto Martins), o baixista Glauco Sölter (Eu Quero Um Samba – Janet de Almeida e Haroldo Barbosa). 

Ao lado de Marcio Juliano, no disco e no show, músicos virtuosos, antigos companheiros de outros trabalhos: Sérgio Albach (clarone), que assina a direção musical, Daniel Migliavacca (bandolim e violão tenor), Lucas Melo (violão 7 cordas) e Luis Rolim (bateria e percussão). Albach e Migliavacca também são arranjadores de algumas composições: Provei, Com que Roupa?, Pedreiro Waldemar traz arranjos de Sérgio e Eu Quero Um Samba, Benguelê (Pixinguinha e Gastão Vianna), Na Aldeia, O Mar (Dorival Caymmi) de Daniel. Os arranjos de Boneca de Piche (Ary Barroso e Luiz Iglésias) e Nega do Cabelo Duro (Rubens Soares e David Nasser) são do músico Gabriel Schwartz e Judiaria de Gilson Fukushima.  Marcio Juliano fez o arranjo de Madrugada e Amor (José Messias) e do pot-pourri Louco, em parceria com Albach.

 “Gosto muito do que estes autores da Época de Ouro inauguraram no Brasil, seja na poética, na linguagem musical, na estética, na identidade e na autenticidade que deram à música brasileira. Embora a maioria vivesse na cidade do Rio de Janeiro, eles não eram exclusivamente cariocas, vinham de várias regiões do país e revelavam um retrato diverso da nossa cultura. As composições retratam um país que me interessa discutir, refletir e que, ainda hoje, abordam questões relevantes, como no caso da música O Pedreiro Waldemar que constrói um edifício e depois não pode entrar. Bem oportuna também é a reflexão de Noel Rosa na mordaz e bem-humorada composição Com que Roupa?”, conta Marcio.

Nega do Cabelo e Boneco, releitura que mescla Nega do Cabelo Duro e Boneca de Pixe foi gravada com a Orquestra à Base de Sopro de Curitiba e conta com a participação de um trio vocal feminino composto por Érica Silva (Banda Mulamba), Iria Braga e Milena Tupy. No DVD com os clipes de cada faixa, que será lançado em 2020, a atriz Cássia Damasceno (Companhia Brasileira de Teatro) faz uma participação especial nesta faixa.

O show com caráter cênico conta com interações e intervenções por meio de projeções mapeadas, com áudios sincronizados. “A ideia é revisitar uma estética muito explorada por esta geração de compositores, a do cinema”, revela Marcio que também dirige o show. A assistência de direção e iluminação é de Nadja Naira (Companhia Brasileira de Teatro).

Além do CD o álbum estará disponível em várias plataformas virtuais, inclusive no novo site do artista inaugurado para o lançamento do trabalho.

Estar envolvido nesse trabalho é uma alegria imensa; além dos músicos fantásticos que participam, realizar mais um trabalho ao lado do Marcio Juliano é sempre um prazer. Depois de muitas parcerias, trazemos agora um repertório da época de ouro do Samba com nossa leitura, que já começa a ganhar uma assinatura própria, com ousadia, contemporaneidade, pesquisa, bom humor e lirismo”, declara Sérgio Albach.

O projeto oferece uma Oficina de Prática de Samba para instrumentistas focada no repertório do Mestre Pixinguinha. Será ministrada por Luís Rolim e Daniel Migliavacca, em novembro, dias 07, 08, 11, 12, 13 e 14, no Conservatório de MPB de Curitiba. A oficina será gratuita, mas as vagas serão limitadas. Inscrições pelo site:  www.marciojuliano.com.br e pelo e-mail: marciojulianocontato@gmail.com 

Serviço

Show de lançamento do CD Outro Samba de Marcio Juliano

Data: 15 e 16/11/2019

Horário: sexta e sábado, às 16h e domingo, às 18h

Local: Ave Lola Espaço de Criação (Rua Marechal Deodoro, 1227 – Centro)

Gratuito

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.