O Teatro Mágico em voz e violão

(Crédito: Filipe Nevares)

O Teatro Mágico está em uma pausa temporária desde o ano passado, mas Fernando Anitelli não para. O líder do grupo sobe ao palco do Teatro Positivo com seu show “O Teatro Mágico – Voz e Violão” no dia 19 de maio e trará canções consagradas e inéditas que integram a turnê com apenas 10 apresentações pelo país. A apresentação tem realização da Prime e conta ainda com um pocket show com a cantora mineira Roberta Campos, apresentando seu trabalho “Todo Caminho é Sorte”.
Desde a pausa temporária, Anitelli vem se apresentando com este novo formato de show, levando ao público toda a essência de sua história musical, inspirada no cancioneiro popular e em canções entoadas em saraus Brasil afora. “Gravamos o álbum inteiro na levada de voz e violão e só no final resolvemos experimentar outros sons, vozes, instrumentos e ruídos! As peças tinham que se encaixar nas levadas e na essência da música! Posteriormente, quando pensamos no palco, inserimos outros instrumentos e modalidades artísticas para que pudéssemos conceber essa outra fase nas apresentações ao vivo“, explica Anitelli.
Após 13 anos de carreira e 7 discos autorais, a trupe dirigida por Anitelli atingiu a marca de mais de 2 milhões de álbuns vendidos, gravou 3 DVDs e emplacou 4 músicas em novelas. No repertório do show em Curitiba estarão músicas como “Ana e o mar”, “O anjo mais velho”, “Sonho de uma flauta”, “Realejo”, e as inéditas na discografia do artista, “Cuida de Mim”, “Saudade de Chumbo” e “Não há de ser nada”.
Serviço
Fernando Anitelli apresenta: O Teatro Mágico – Voz e Violão
Data: 19/05/2017
Horário: 21h15
Local: Teatro Positivo (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300)
Ingressos: entre R$ 60 e R$ 170, dependendo do setor

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor

Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.