Vale da Música

(Crédito: Letícia Futata)

A música vai tomar conta de um dos maiores cartões postais da cidade. A Ópera de Arame ganha o Vale da Música, um projeto musical diário, que começa hoje (21). Um palco flutuante e móvel no meio do lago da Ópera de Arame irá receber shows ao vivo de música instrumental, de terça a domingo, das 10h às 18h.
O projeto que promete revitalizar o espaço conta com apresentação do Bradesco e realização da Futura Fonte em parceria com a DC Set Eventos. “O Vale da Música é um projeto que destacará Curitiba no cenário cultural do país. Um grande intercâmbio artístico que envolverá músicos de alta qualidade, possibilitando ao público uma aproximação às várias vertentes da música instrumental. É um marco em um dos pontos mais visitados da cidade, que ganhará outro significado com o projeto”, conta Alan Eccel, sócio da empresa Futura Fonte.
A ideia de oferecer mais para a cidade com o Vale da Música veio da vocação artística do local e com o objetivo de manter a programação do espaço, além dos shows que acontecem à noite. Com a nova programação, o Vale da Música espera receber 100 mil pessoas por mês nos eventos, ao longo de um ano de projeto.
É com muito orgulho que anunciamos essa nova fase do Parque das Pedreiras. A Ópera de Arame, um espaço que historicamente recebe grandes espetáculos, agora terá um calendário diurno de música e arte. Esse é apenas o embrião de um universo de possibilidades culturais que o Vale da Música trará para a cidade, graças à parceria com o Bradesco, que presenteia a cidade com esse projeto. Será uma referência no país que irá impactar no turismo e, principalmente, na relação dos próprios curitibanos com a Ópera”, celebra Hélio Pimentel, Vice-presidente de Operações do Parque das Pedreiras e sócio da DC Set Eventos – Curitiba. O Parque das Pedreiras consiste no conjunto turístico da Pedreira Paulo Leminski e Ópera de Arame.
Mais de 800 shows durante um ano
Com a proposta de democratizar a cultura e dar vida ao cenário musical da cidade, o Vale da Música terá quase 200 horas mensais de shows ao vivo. Com a curadoria musical de Victor Gabriel Castro, já são mais de 50 grupos selecionados para participar. Além de composições autorais, o Vale da Música também contará em seu repertório com mais de 150 releituras de grandes sucessos da história da música desenvolvidas exclusivamente para o projeto.
Nossa prioridade é trazer a diversidade musical ao palco do Vale da Música. Dentre os grupos pré-selecionados temos diversos estilos como MPB, choro, world music, clássicos do rock, blues, jazz e flamenco. Vai ser um grande espetáculo”, comenta Castro, instrumentista e compositor que atua como produtor cultural em Curitiba há 10 anos.

Confira a agenda dos meses de setembro e outubro:

Um novo cenário para a Ópera de Arame
O palco flutuante é um dos destaques do Vale da Música. Com estrutura móvel desenvolvida exclusivamente para o projeto e arquitetura que remete mais a uma escultura, o palco será visível de várias partes da Ópera de Arame, centralizado a seis metros para dentro do lago. Desenvolvido pelo arquiteto Felipe Guerra, a inspiração veio da própria arquitetura do teatro, sem interferir na composição do todo.
Foi um projeto que me envolvi emocionalmente ao criar e fazer parte. Para a concepção utilizei os mesmos materiais da Ópera de Arame na estrutura, e trouxe o movimento orgânico na cobertura em lona cristal, como se estivesse saindo da água e retornando ao lago”, explica Guerra.
O palco móvel e flutuante possui 6 x 4 metros e terá um sistema de sonorização para que a música harmonize todo o ambiente. Além disso, uma iluminação especial foi criada para o palco, que o tornará uma escultura de luz em meio ao lago ao entardecer.
Para fazer parte dessa experiência cultural, o público contribuirá com o valor de R$ 10 inteira e R$ 5 a meia-entrada. Moradores de Curitiba podem aproveitar o evento com a tarifa promocional de meia-entrada.
Um novo conceito
As novidades não param por aí. O Vale da Música é a primeira de muitas outras ações culturais que estão na programação desta nova fase do Parque das Pedreiras. Exposições, a loja do Parque das Pedreiras, o espaço gastronômico Ópera Arte e o futuro teleférico irão garantir uma nova experiência aos visitantes e moradores da Cidade de Curitiba.
O Bradesco ficou muito feliz com o convite para patrocinar o Vale da Música. Pelas suas características e formato, é um projeto que está muito em linha com os valores do Banco de apoiar manifestações culturais que democratizem a arte e promovam transformações sociais”, comenta o diretor de Marketing do Bradesco, Márcio Parizotto.
Serviço
Vale Da Música
Data: De terça a domingo
Horário: das 10h às 18h.
Local: Palco flutuante – Ópera de Arame (Rua João Gava, 970 – Abranches)
Ingresso: R$10 e R$5 (meia)

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.