Caixa Cultural Curitiba apresenta “Louco – Fuga”, Personagem da Turma da Mônica

Cena HQ (cred Marco Novack) 4

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, dentro da programação do projeto Cena HQ, a leitura cênica do livro Louco – Fuga, no dia 02 de dezembro (quarta-feira), às 20h. A obra, de autoria de Rogério Coelho, é inspirada no personagem Louco, da Turma da Mônica.

Com direção de Paulo Rosa, a leitura contará com o ator Diego Perin interpretando Licurgo Orival Cafiaspirino de Oliveira, conhecido simplesmente como Louco, o carismático personagem criado por Mauricio de Sousa. O livro faz parte de uma coleção de histórias inspiradas nos integrantes da Turma da Mônica.

A história mostra Louco em um mundo de fantasia onde todas as coisas são possíveis, tudo se mexe e é vivo – claramente inspirado no espírito lisérgico dos anos 1970. Pode-se dizer que o personagem
representa a liberdade da imaginação, um tanto infantil. Na trama, ele precisa fugir dos guardiões do silêncio e viajar pelas histórias até
encontrar um pássaro e libertá-lo.

CENA HQ

Bicampeão do Troféu HQ Mix 2015 na categoria Produção para Outras Linguagens, o projeto Cena HQ segue a proposta de ler em cena obras publicadas originalmente em quadrinhos. O evento é uma parceria entre a Cia Vigor Mortis e a Quadrinhofilia, com curadoria dos autores feita pelo quadrinhista José Aguiar e escolha dos encenadores pelo diretor Paulo Biscaia Filho. Cada leitura é seguida por um debate envolvendo público, autores, diretor e atores.

SERVIÇO:

LEITURA: CENA HQ – LOUCO – FUGA

LOCAL: CAIXA Cultural Curitiba, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro
– Curitiba (PR)

DATA: 2 de dezembro de 2015 (quarta-feira)

HORÁRIO: 20h

INGRESSOS: entrada franca. Retirada de ingressos a partir das 19h do dia
da apresentação.

BILHETERIA: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h, e
domingo, das 16h às 19h)

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: não recomendado para menores de 14 anos

LOTAÇÃO MÁXIMA: 125 lugares (2 para cadeirantes)

Henrique Romanine
Henrique Romanine
Henrique, ou Hique, como é conhecido, sempre quis ser jornalista, desde criança. Após passar pelas Artes Cênicas e Ciências Sociais, não conseguiu escapar da real vocação. Apaixonado por cinema, literatura, música e séries, considera a observação a sua grande aliada. Apesar da cara fechada, não escapa de um bom papo.