Mostra de repertório Stavis-Damaceno 15 Anos

A Mostra de repertório Stavis-Damaceno, que comemora os 15 anos da companhia de teatro curitibana, terá um espaço especial na 28ª edição do Festival de Curitiba. As montagens acontecerão no Teatro da Caixa Cultural e os ingressos já estão à venda.
No palco, a companhia vai apresentar quatro peças importantes para a história do grupo. O segundo espetáculo produzido, “Psicose 4h48”, de 2004, e “Árvores Abatidas ou Para Luis Melo” (2008) são dois dos destaques. “São nossos espetáculos de maior sucesso. Todos os anos temos convites para apresentá-los em alguma parte do país. Cada um tem mais de 300 apresentações pelo Brasil inteiro. São nossos hits”, conta Damaceno.
Última peça da dramaturga inglesa Sarah Kane, “Psicose 4h48” foi escrita durante anos de acessos depressivos da autora, que culminaram com seu suicídio aos 28 anos de idade. A adaptação de Damaceno rendeu à Rosana Stavis o Troféu Gralha Azul por sua atuação. Já a montagem “Árvores Abatidas ou Para Luis Melo” é inspirada no romance de Thomas Bernhard e traz para a atualidade a reflexão sobre as delícias e desgraças da vida artística. A peça recebeu indicação para os principais prêmios do teatro brasileiro, como Shell, o da Associação Paulista de Críticos de Arte e o Aplauso Brasil.

Árvores Abatidas ou Para Luis Melo

Outro espetáculo selecionado para a celebração no Festival de Curitiba 2019 é “Artista de Fuga” (2015), uma peça que é o relato desesperado de um escritor afundado no caos e desordem de sua vida cotidiana. O procrastinador crônico não dá conta dos relacionamentos afetivos e profissionais e dos compromissos, prazos e contas a pagar. Em meio ao caos, ele busca o lugar ideal para construir sua obra-prima, que não passa de um romance eternamente inacabado.
A peça mais recente da companhia, “Homem ao Vento” (2017) completa a seleção. A peça é um convite para experimentar as diferentes emoções de quem sobe aos palcos. Com elenco posto no centro da plateia e uma abordagem intimista, a peça reproduz as relações entre atores e personagens no ambiente mais intenso antes da estreia: a sala de ensaios.
Stavis-Damaceno 15 anos” também terá uma mesa-redonda aberta ao público, que vai abordar o tema “O Teatro Pelos Curitibanos”. A proposta é debater a influência da cidade no trabalho dos artistas locais. Participam da discussão Ivam Cabral, Beto Bruel, Guta Stresser, Guilherme Weber, Marcio Abreu e Marcos Damaceno. A mediação é de Valmir Santos.
Na programação se completa com a exposição de cartazes do artista plástico Foca Cruz, falecido em 2018. As obras ficam na Caixa Cultural durante todo o festival.
Serviço
Psicose 4h48
Data: 01 e 02/04/2019
Horário: 19h
Local: Teatro da Caixa
Ingresso: R$30
Classificação: 16 anos

Árvores Abatidas ou Para Luis Melo
Data: 28 a 31/03/2019
Horário: 19h
Local: Teatro da Caixa
Ingresso: R$30
Classificação: 14 anos

Artista de Fuga
Data: 04 a 07/04/2019
Horário: 19h
Local: Teatro da Caixa
Ingresso: R$30
Classificação: 14 anos

Homem ao Vento
Data: 29 a 31/03/2019
Horário: 15h
Local: Teatro da Caixa
Ingresso: R$30
Classificação: 14 anos

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.