O Casamento da Filha do Palhaço: Uma Ópera Rock

(Crédito: Maringas Maciel)

O Teatro José Maria Santos recebe a partir desta sexta-feira, 31, até ia 16 de junho, a peça “O Casamento da Filha do Palhaço: Uma Ópera Rock” inspirado em um dos capítulos do livro “O Circo e a Cidade – Histórias do Grupo Circense Queirolo em Curitiba”, de Luiz Andrioli. A montagem teatral em formato ópera rock conta a história de uma família circense nas décadas de 1950 e 1960. A história se passa em Curitiba, onde uma bela trapezista de circo itinerante se casa com um playboy sedutor. O casamento desagrada ao pai da artista que é o dono de uma das maiores companhias de circo do país.
Por anos, a artista se vê dividida entre dois mundos: o lirismo circense e a paixão agressiva do marido. O fim da vida mambembe e as transformações sociais da década de 1960, como a chegada da televisão, são determinantes para que a companhia não resista aos novos tempos.
Neste projeto, pretende-se resgatar a história de importantes personagens do universo circense, utilizando a ópera rock para contá-la. É consenso geral que a principal característica de uma ópera compartilhada pela ópera rock é a narrativa consistente, centrada em seres humanos, seus conflitos e problemas, que relata tais aspectos de forma coesiva e coerente.
A direção é de Laura Haddad, atriz, diretora e produtora cultural que já atuou em diversas produções locais e nacionais. Ela conta com um elenco de grandes nomes da cena artística paranaense, como Edson Bueno, Mauricio Vogue e Mauro Zanatta. Beto Bruel assina a iluminação do espetáculo, juntamente com Lucas Amado.
Serviço
O Casamento da Filha do Palhaço: Uma Ópera Rock Quando
Data: De 31/05 a 16/06/2019
Horário: De quarta a sexta às 20h e sábados e domingos às 19h e 21h.
Local: Teatro José Maria Santos
Ingressos gratuitos

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.