Teatro: A Mentira


O Teatro Guaíra recebe a peça “A Mentira”, de Florian Zeller, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro. Com assinatura da Atual Produções, o espetáculo foi adaptado e dirigido por Miguel Falabella, que também protagoniza a peça ao lado de Zezé Polessa, Karin Hils e Frederico Reuter.

A Mentira” é uma comédia sobre a arte de esconder, seja para proteger aquelas pessoas que amamos, ou não. Na história, Alice surpreende na rua o marido de sua melhor amiga com outra mulher, criando-se assim um conflito – ela deve ou não contar à amiga o que viu? Seu marido Paulo tenta convencê-la a esconder a verdade – e essa mentira é para defender o amigo ou porque ele também tem algo a esconder?

“A mentira é uma comédia deliciosa, sobre a relação muito louca entre dois casais. O interessante é que você assistindo nunca sabe na verdade o que essas pessoas estão pensando, para onde elas vão e o que elas pretendem” declara Miguel Falabella.

Com uma brilhante narrativa, “A Mentira” abre um diálogo instigante sobre fidelidade, honestidade e a realidade da monogamia em casamentos, conseguindo momentos tensos de mentiras – ou confissões acidentais – que fazem a audiência prender sua respiração, dosados habilmente com momentos de grande comédia.

São quatro personagens, não é só um que mente, todos mentem! E é mais um movimento meu e do Miguel de estarmos juntos novamente no palco, desta vez com dois colegas com quem nunca atuei, mas cujo trabalho acompanho e admiro”, comenta Zezé Polessa.

É sempre um prazer enorme voltar a atuar com a Zezé Polessa, fiz um grande sucesso da minha carreira ao lado dela” acrescenta Falabella.

Serviço

Data: 30/11 e 01/12/2019

Horário: Sábado às 21he Domingo às 19h

Local: Teatro Guaíra (Guairão)

Ingressos: Plateia 1:fileiras A até I – R$ 180,00/R$ 90,00

Plateia 2:fileiras J até P – R$ 160,00/R$ 80,00

Plateia 3:fileiras Q até V – R$ 140,00/R$ 70,00

Balcão 1:R$ 110,00/R$ 55,00

Balcão 2:R$ 90,0/R$ 45,00

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.