TEATRO: Diário de um louco

Neste final de semana o ator Danilo Avelleda apresenta o monólogo “Diário de um louco”, conto de Nikolai Gogol – pai do naturalismo fantástico.
A montagem atual, produzida pela Danilo Avelleda Produções, dirigida por Octavio Camargo, ressalta o aspecto político do pensamento de Gogol expresso no “caso psiquiátrico” de Poprishchin. A encenação mostra o personagem fictício “Poprishchin” como alegoria da opressão do regime czarista de Nicolau I.
Publicado em 1835, “Diário de um louco” é o único conto de Gogol narrado em primeira pessoa, muitas vezes associado ao um aspecto biográfico do autor e as condições de sua morte, em 1852. O conto descreve o enlouquecimento gradual de um funcionário de uma repartição pública de São Petersburgo, Aksenty Ivanovich Poprishchin, sua difícil relação com os seus chefes imediatos e seu desejo impossível por Sofia, filha do diretor. O texto realiza de forma alegórica, na descrição das forças externas que atuam sobre a personagem, uma crítica política e social da Rússia no período repressivo do czar Nicolau I.
Serviço
Diário de um louco
Data: De 12 a 14/10/2018
Horário: 20h
Local: Miniauditório – Glauco Flores de Sá Brito (Rua Amintas de Barros, s/nº)
Ingressos: R$40
Classificação: Maior 16 anos

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.