TEATRO: Pais Quase Cegos


Vai até domingo, 10, a peça “Pais Quase Cegos”, no Miniauditório. A Companhia de Teatro de Curitiba “Humor Proprium” convida você a observar o cotidiano de uma típica família ‘curitiboca’ ao lidar com temas tabus, como o do sexo na adolescência, e mesmo abordagens sobre relacionamentos, costumes, aparências e família. Para o autor da peça e diretor da Cia Humor Proprium, Ricardo Westphalen, a identificação com situações e personagens da trama é um ingrediente importante para a reflexão e a mudança de comportamento. “Nada é mais transformador que uma bem humorada percepção da realidade”, diz.
O choque entre as gerações tem um papel coadjuvante nessa comédia, cuja mensagem protagonista é a de dar um basta na hipocrisia. “Lido com jovens há 15 anos e o jogo de cena nas relações entre pais e filhos é algo natural, mas quase descamba para o virtual, permeado pelo cuidado com as imagens que uns fazem dos outros”, comenta o diretor. As atitudes e argumentos dos personagens refletem situações que poderiam acontecer em qualquer um dos lares curitibanos. Imperdível para quem quiser enxergar a sua própria realidade na peça e se divertir à beça entendendo o drama vivido por pais e filhos.
Serviço
Pais Quase Cegos
Até: 10/06/2018
Horário: de quinta a sábado, às 20h30 e domingo às 19h
Local: Auditório Glauco Flores de Sá Brito – Miniauditório
Ingresso: R$50
Classificação: 16 anos

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.