Teatro Regina Vogue muda de nome

O Teatro Regina Vogue chegou com novidades para este ano. O espaço passará a se chamar Teatro EBANX Regina Vogue pelos próximos anos. A mudança é fruto da parceria entre o espaço e o EBANX, fintech criada em Curitiba em 2012.
O novo nome vai estrear em grande estilo, com a Mostra Fringe, do Festival de Teatro de Curitiba, que também é patrocinado pelo EBANX. A programação da mostra no teatro contará com espetáculos como “Tesão, Piá“, recorde de público no Fringe dos últimos anos, com os sucessos de público infantil “Bita e os Animais” e “Bita e as Brincadeiras“, e com “O Bêbado“, já tradicional na história do festival, há 14 anos em cartaz no evento. As apresentações do Fringe no Teatro EBANX Regina Vogue começam no dia 30 de março.
No Teatro Regina Vogue, temos o objetivo de fazer do teatro uma ferramenta na construção da cidadania em todas as camadas sociais, levando a produção cultural a todos os lugares. Essa preocupação com o acesso é muito forte também no EBANX. Com o alcance global e, ao mesmo tempo, local que o EBANX tem, queremos potencializar o trabalho que já desenvolvemos há quase 15 anos, de impulsionar a produção e os talentos de Curitiba pelo Brasil afora“, afirma a atriz e produtora Regina Vogue, fundadora do espaço.
O EBANX também vê a colaboração como uma oportunidade de fomento ao patrimônio cultural da cidade e ao acesso. “Somos uma fintech curitibana com orgulho. Temos escritórios em São Paulo e Londres e atuação global, mas fazemos questão de manter nossa sede em Curitiba, que é a nossa casa. E o Teatro Regina Vogue tem esse mesmo ímpeto, de valorizar e promover as raízes, além de ser um grande celeiro de novos talentos. Com a parceria, queremos contribuir com o cenário local e mostrar ainda mais a capital paranaense para o mundo, por meio da arte“, explica o cofundador e CEO do EBANX, Alphonse Voigt.

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.