2ª edição do mini festival Duvida?

Um intercâmbio cultural entre as mais variadas artes! Esta é a proposta do Duvida? o mini festival de várias artes, que chega à 2ª edição neste final de semana, (16 e 17) na Portfolio Escola de Fotografia. Em clima de coletividade e colaboração, o evento é gratuito e aberto a fotógrafos, artistas e o público em geral, independente da idade. Cerca de mil de pessoas são esperadas entre sábado e domingo.
Segundo o idealizador Nilo Biazzetto Neto, todos vivenciarão uma verdadeira confluência de várias artes, como o grafite, a música, o teatro, a poesia, a gastronomia, a dança e a fotografia, é claro. “Entendo que os artistas se alimentam de artes diversas, e têm necessidade de beber de outras fontes. Tribos fechadas não ampliam seus horizontes. O fotógrafo, por exemplo, não deve apenas falar sobre fotografia, mas abrir sua cabeça para conhecer mais sobre outros mundos. E isso requer referências”, observa Nilo.
Apesar de a entrada ser livre, a Portfolio sugere aos participantes que tragam algum tipo de agasalho, cobertor ou fraldas descartáveis. Animais de estimação serão bem vindos. E o Duvida? incentiva as pessoas a irem de bicicleta, pois haverá onde estacioná-las.

unnamed (2)
O evento
Haverá comidas, bebidas, exposições fotográficas diversas, oficinas, shows e intervenções artísticas. Uma das principais novidades será a inauguração do Muro Galeria. Em suas partes interna e externa foram instalados painéis que serão cobertos por imagens produzidas por 12 fotógrafos participantes das duas últimas turmas do Workshop de Fotografia de Cidades, no Peru (Lima, Cuzco e Machupichu) e Colômbia (Bogotá e Cartagena).
No Jardim Fotográfico Pela Paz, todos estão convidados a colaborar com imagens produzidas durante a caminhada Fotográfica pela Paz, em março deste ano. Basta levar o número desejado de fotografias no formato 10×15 ou 15x21cm. Quem não teve a chance de participar da caminhada também pode trazer imagens que tratem desse tema: “A Paz”, e ajudar na formação desse grande jardim.
Serão oferecidas oficinas para todos os gostos e as idades. Colagem, costura com retalhos, produções artísticas e produção de cerveja artesanal são algumas das opções de cursos gratuitos. Alguns terão custos simbólicos, apenas no sentido de cobrir gastos com materiais e insumos relacionados a cada curso. Mas as vagas são limitadas e é preciso se inscrever na secretaria da Portfolio, pelo telefone 3252-2540.
Estão programados bate-papos sobre os mais diversos temas, que vão desde a ufologia (com exibição de vídeos sobre óvnis sobrevoando a capital paranaense) até exposições (com Tchê Vinicius e Bruno Covello), leis de incentivo à cultura (com Jul Leardini), e residências e publicações artísticas (com o fotógrafo e curador Roberto Pitella). Já Marcio Olesko falará sobre o projeto A Vida Secreta dos Brinquedos, que lhe permitiu resgatar tempos de infância e ao mesmo tempo dar boas risadas.
Para quem curte grafite, o Artestenciva e outros grandes nomes de Curitiba criarão em tempo real e em plataformas variadas. Outras intervenções artísticas serão promovidas por grupos teatrais, poetas e a Grande Roda de Tambores, que convidará os presentes a participarem com instrumentos em geral. Haverá também uma intervenção artística do estilista Alexandre Linhares e uma apresentação de Tango do grupo Alma Latina.
No sábado à noite, o músico Sergio Silvestre coordenará uma roda de fogueira com música e poesia. No domingo, shows com as bandas Rádio Vox (15h) e Six Pack Squad (18h30). O público poderá adquirir itens artísticos diversos, além de cervejas gourmet, vinho e outras bebidas. Os quitutes ficarão por conta da chef Ana Spengler.
Serviço
Mini festival de artes
Data: 16 e 17/05/2015
Horário: sábado e domingo, das 10h às 19h.
Local: Escola Portfolio (Rua Alberto Folloni, 634 – Centro Cívico)
Entrada Livre
Informações: 41-3252-2540.

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.