Emporium Handmade

A 19.a edição da Emporium Handmade estava marcada para o mês de abril, no Clube Morgenau, mas a equipe foi surpreendidos pelos efeitos da pandemia de coronavírus.

Pensando em ajudar os pequenos empreendedores e artistas que sofrem diretamente as consequências da quarentena e da estagnação do comércio, a organização do evento vai lançar uma plataforma on-line de exposição e vendas. A participação na feira virtual, que será realizada neste final de semana (25 e 26 de abril), é inteiramente colaborativa e gratuita.

No site o consumidor pode conhecer e adquirir produtos originais de pequenos criadores das mais variadas manufaturas: beleza, moda, acessórios, decoração, pets, papelaria, ingredientes e comidas artesanais, entre outros. Oficinas, shows e contação de histórias – que fazem parte da programação paralela da feira – também terão transmissão ao vivo nas plataformas digitais  num total de dez atividades por dia.  

Esta foi uma forma que encontramos de não deixar que os nossos parceiros se sentissem desamparados e pudessem contar com um local seguro para vender seus produtos. Sabemos que essa não será a solução total do problema, porém, sempre acreditamos na força da união. E a união é mais do que necessária neste momento”, afirma a criadora da EMP, a turismóloga Meroly Felizardo.  

Meroly, que deu à luz há pouco mais de um mês para sua segunda filha, organizou uma pequena rede de colaboradores em trabalho remoto para organizar o negócio. “Essa plataforma é uma extensão do na nossa proposta original que sempre levou em conta o caráter humano e coletivo. Fizemos e faremos sempre a Emporium com e para as pessoas”, complementa a empreendedora.

Desde o início, faz parte do espírito da Emporium Handmade dar visibilidade a pequenos negócios que têm nas manualidades seu principal ativo.

Serviço

Emporium Handmade – Feira Virtual (www.emporiumhandmade.com.br)

Data: 25 e 26/04/2020

Tamie Ono Lor
Tamie Ono Lor
Tamie é jornalista e possui especialização em Novas Tecnologias da Comunicação. Ela está sempre querendo absorver um pouco do mundo que a cerca, de preferência com uma câmera na mão. A oriental respira cultura e seu trabalho é também sua diversão.